Guia irationline.com.br - Descubra os melhores locais de Irati.

 

Naturati - Produtos Naturias

 

Equilíbrio - Saúde para corpo e mente

 

Massagens Irati

 

Malik Jóias

 

ALVORADA CONTABILIDADE - ESCRITÓRIO CONTÁBIL

 

Mundial Auto Center

 

 

 

Recadastramento biométrico em Irati e Inácio Martins entra na reta final

 

Prazo para os eleitores destes municípios fazerem o recadastramento vai até o dia 15 de dezembro

Publicado em 06/12/2017

 

O prazo para que eleitores de Irati e Inácio Martins façam o Recadastramento biométrico está terminando. Até o dia 15 de dezembro, 43.800 eleitores de Irati e aproximadamente 8 mil de Inácio Martins devem comparecer ao Cartório Eleitoral para fazer a biometria.

Em Irati, segundo a chefe do Cartório Eleitoral, Daisy Cler Filla de Oliveira, foram recadastrados cerca de 82% do total de eleitores. Em Inácio Martins, aproximadamente 87% dos habitantes já foram recadastrados. Também foram feitos 1767 novos títulos e mais de 2 mil eleitores que eram de outros municípios foram feitas para Irati.

Daisy afirma também que, em Inácio Martins restam ainda a serem recadastrados 1028 eleitores. Em Irati, cerca de 7500 eleitores ainda não fizeram o recadastramento. “Fazemos um apelo para estas pessoas que ainda não fizeram (o recadastramento) para que compareçam e não deixem para a última hora, evitando filas”, frisou.

Daisy declarou que nenhuma cidade atingiu 100% do recadastramento de eleitores, uma vez que muitos deles estarão ausentes ou por motivo de viagem a trabalho, estudo ou simplesmente decidiram transferir o título para outra cidade. “”Mas, se fossem comparecer, teríamos capacidade de atender”, frisou.

O juiz auxiliar da coordenação da biometria no Paraná, Marcelo Quentin, visitou o Fórum Eleitoral de Irati nesta segunda-feira, 04. Ele ficou impressionado com o número de jovens inscritos neste ano para o pleito de 2018.

“Isto é muito importante, não só para o jovem começar a participar da política, a fazer as escolhas do estado, como também para ajudar o município a ter mais dinheiro, porque o Fundo de Participação dos Municípios é baseado no número de eleitores. Todos já ouviram falar que o vereador ou o prefeito foi até Brasília para tentar uma emenda parlamentar para transferir recursos para o município, e barganha para isto se faz com o número de eleitores: quanto maior o número, mais poder de barganha a sociedade tem. Nisto, Irati e a zona eleitoral como um todo, fizeram a lição de casa”, pontuou.

Caso o eleitor perca o prazo e tenha o Título cancelado, algumas consequências podem vir de forma imediata, como o cancelamento dos programas do Governo Federal: Bolsa Família, FIES e Minha Casa Minha Vida. No caso da Previdência, o benefício somente será cancelado se for revisado. “O INSS costuma fazer as revisões periodicamente, e se, em uma destas revisões, você não estiver com o Título correto, poderá ter algum tipo de problema”, comentou.

De acordo com Quentin, o eleitor que não fizer a biometria não poderá obter passaporte, empréstimos de bancos públicos, e, no caso de servidor público, não poderá receber nenhum dos seus vencimentos. Segundo o juiz, em todo o estado, faltam cerca de 100 municípios receberem o sistema de biometria digital. Ele comenta que pouco mais de 86% dos eleitores do Paraná já fizeram o recadastramento, restando ainda 14% do eleitorado para a biometria.

“A biometria vai acontecer até março de 2018. Até lá, teremos mais 10 zonas eleitorais em biometria, e aí o saldo remanescente ficará para 2019, pois só pode acontecer depois da eleição. “Neste saldo, vai ficar em torno de 10% do eleitorado paranaense. Vai ser uma biometria difícil, pois teremos que alcançar os rincões do estado para tentar alcançar esta totalidade. Vamos batalhar e conseguir”, ressaltou o juiz.

Conforme Quentin, cerca de 10% dos eleitores paranaenses ainda não precisarão utilizar o sistema biométrico no ano que vem. “É algo que é muito expressivo, se você pensar. O estado de São Paulo hoje está com apenas 20% do eleitorado biometrizado; o Paraná já está com quase 90%, e é um estado grande, com quase 8 milhões de eleitores, então isto é algo expressivo”, frisou.

O juiz comentou também sobre o aplicativo de celular E-Título, lançado no final da semana passada. Com este aplicativo, o eleitor não precisará levar o Título, mas apenas o celular no momento da votação. “É uma inovação muito interessante, e isto só é possível graças a todo este processo de biometria. Cada vez mais nós vamos conseguir informatizar as eleições graças a este processo de cadastro, que é muito seguro. Tivemos casos de eleição digital mesmo, em que o eleitor votou mais de 50 vezes. O sujeito tem um cadastro eleitoral aqui, outro ali, e isto serve para ele ‘vender voto’. Isto torna-se impossível com a biometria, porque ninguém tem os dados biométricos iguais aos da outra pessoa. Estamos respeitando o princípio universal da democracia, de que cada eleitor vale um voto”, finalizou.

O Fórum Eleitoral de Irati fica na Avenida Perimetral João Stoklos, 200, e fica aberto das 09 às 18 horas, sem fechar para almoço.
Maiores informações podem ser obtidas pessoalmente ou pelo telefone 3422-1939.

Fonte: Rádio Najuá

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 

Mal de Parkinson e o marcapasso cerebral que promete acabar com tremores e convulsões causados pela doença

 

Ao detectar anormalidade, dispositivo monitora atividade elétrica e gera corrente para estimular áreas do cérebro, evitando, assim, movimentos involuntários indesejados. No mundo, mais de seis milhões de pessoas sofrem de Parkinson,...

 

Pubicada em: 10/01/2019

Carro inteligente tem assistente avatar e muda até cheiro conforme emoção do passageiro

 

Há tempos a CES, maior feira de tecnologia do mundo, foi invadida por novidades para veículos. Na edição deste ano, com carros autônomos mais próximos de virar realidade, os automóveis estão ainda mais "inteligentes" e, como um smar...

 

Pubicada em: 10/01/2019

O que é o HTLV 1 vírus pouco conhecido que atinge mais de 800 mil brasileiros

 

Quando era criança, a estudante de Teologia Erika Grace Piva Archanjo, hoje com 31 anos, tropeçava e caía com frequência, acidentes que ela e sua família atribuíam a algum problema ortopédico. Ela nunca foi ao médico por causa disso...

 

Pubicada em: 03/01/2019

 

Copyright © 2015 powered by Portal irationline - Todos os direitos reservados.