Guia irationline.com.br - Descubra os melhores locais de Irati.

 

Malik Jóias

 

Mundial Auto Center

 

Equilíbrio - Saúde para corpo e mente

 

ESQUADRIAS DE MADEIRA MACHADO

 

Naturati - Produtos Naturias

 

PANKA CORRETORA DE SEGUROS

 

 

 

Irati terá serviço aeromédico para resgate de pessoas em situações de urgência e emergência

 

Quinta unidade do serviço aeromédico, baseada em Ponta Grossa, atenderá 57 municípios das Regionais de Saúde de Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória e Telêmaco Borba

Publicado em 02/04/2018

 

O Governo do Estado ampliou a abrangência do serviço aeromédico para mais 57 municípios paranaenses, da 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 21ª Regionais de Saúde, com a inauguração da nova base, no Aeroporto Comandante Antonio Amilton Beraldo, conhecido como Aeroporto Sant’Ana, em Ponta Grossa, no dia 19 de março. O helicóptero vai cobrir um raio de 250 quilômetros a partir de sua base e abrange as Regionais de Saúde de Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória e Telêmaco Borba.

Esta é a quinta unidade inaugurada no Paraná. Desde 2011, as outras quatro – de Curitiba, Londrina, Maringá e Cascavel – já prestaram 10 mil atendimentos em casos de alta complexidade, com nenhum óbito registrado durante o transporte de pacientes, segundo destacou o governador Beto Richa, na inauguração.
Além dos helicópteros, o serviço aeromédico dispõe também de um avião UTI e outras três aeronaves da Casa Militar, usadas para atendimento médico sempre que necessário. A aeronave dessa nova base está preparada tanto para o transporte de pacientes quanto para o de órgãos para transplante e, ainda, resgate de pessoas em situações de urgência e emergência, casos em que a agilidade no
atendimento pode representar a diferença entre a vida e a morte ao paciente.O serviço aeromédico contribuiu, inclusive, para que o Paraná saltasse do 10º lugar no ranking nacional de transplantes para a 2ª colocação.“Uma hora de transporte aéreo equivale a quatro horas de transporte por ambulâncias”, compara a coordenadora de Urgências e Emergências da 4ª Regional de Saúde, Patrícia Sobutka.

Conforme o secretário estadual de Saúde, Michele Caputo, houve a preparação de toda uma estrutura de atendimento para acolher ao paciente que chega, como o Hospital Regional dos Campos Gerais, em Ponta Grossa, que já conta com um heliponto, além da capacitação de profissionais e o aumento de leitos de UTI.

Parte das ações do programa Paraná Urgência, o serviço aeromédico contribuiu para reduzir efetivamente o número de mortes por acidentes de trânsito e morte precoce por AVC.
“Quando for deslocado esse helicóptero para atender a uma emergência relacionada à Saúde, vamos usar a equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Por isso que é importante a adesão dos nossos nove municípios ao SAMU”, ressalta Patrícia. Ela explica que, nessa importante parceria entre as Secretarias, as equipes de médicos e enfermeiros serão transportadas nos helicópteros com pilotos da Secretaria de Segurança, mais propriamente do BPMOA. As equipes médicas, por sua vez, são reguladas pelo SAMU.

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 

Mal de Parkinson e o marcapasso cerebral que promete acabar com tremores e convulsões causados pela doença

 

Ao detectar anormalidade, dispositivo monitora atividade elétrica e gera corrente para estimular áreas do cérebro, evitando, assim, movimentos involuntários indesejados. No mundo, mais de seis milhões de pessoas sofrem de Parkinson,...

 

Pubicada em: 10/01/2019

Carro inteligente tem assistente avatar e muda até cheiro conforme emoção do passageiro

 

Há tempos a CES, maior feira de tecnologia do mundo, foi invadida por novidades para veículos. Na edição deste ano, com carros autônomos mais próximos de virar realidade, os automóveis estão ainda mais "inteligentes" e, como um smar...

 

Pubicada em: 10/01/2019

O que é o HTLV 1 vírus pouco conhecido que atinge mais de 800 mil brasileiros

 

Quando era criança, a estudante de Teologia Erika Grace Piva Archanjo, hoje com 31 anos, tropeçava e caía com frequência, acidentes que ela e sua família atribuíam a algum problema ortopédico. Ela nunca foi ao médico por causa disso...

 

Pubicada em: 03/01/2019

 

Copyright © 2015 powered by Portal irationline - Todos os direitos reservados.